Postagens

Mostrando postagens de Setembro 18, 2017

15 órgãos abrem inscrições para 1,4 mil vagas na segunda-feira...

Pelo menos 15 órgãos abrem inscrições, nesta segunda-feira (18), para 1.404 vagas e formação de cadastro de reserva em cargos de níveis fundamental, médio e superior.

Confira as oportunidades.

Em despedida no STF, Janot diz que cumpriu a Constituição...

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse que vai deixar o cargo com a convicção de que militou na defesa dos compromissos constitucionais. Janot participou da última sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) como representante do Ministério Público Federal (MPF) na Corte. A partir da segunda-feira (18), ele será sucedido pela nova procuradora, Raquel Dodge, após dois biênios no cargo.
A despedida de Janot ocorreu minutos após a procuradoria apresentar denúncia contra o presidente Michel Temer e integrantes do PMDB. "Entrego o cargo no próximo dia 17 com a convicção serena que militei até o último instante na defesa dos compromissos constitucionais assumidos há mais de 30 anos", disse o procurador. Após deixar o cargo, Janot continuará na PGR como subprocurador da República.
Durante o discurso de despedida, o procurador-geral também disse que foi alvo de ataques. "Tenho sofrido nessa jornada, que não poucas vezes pareceu inglória, toda sorte de ataques. Resigno …

Calote nos bancos públicos cresce R$ 10 bi em um ano...

Em um ano, os bancos públicos viram seus índices de inadimplência – atrasos superiores a 90 dias nos pagamentos de financiamentos – saltar de 2,8% para 3,5%. Isso significa que, nesse período, os calotes nesses bancos – nos quais se incluem o Banco do Brasil, a Caixa e o BNDES – cresceram em R$ 10,4 bilhões. O movimento é oposto ao registrado pelos bancos privados. Entre julho do ano passado e julho deste ano, essas instituições viram a inadimplência em sua carteira de crédito registrar uma queda de R$ 6,1 bilhões. Com isso, o índice de calotes nos bancos privados nacionais caiu de 5,1% para 4,6% – historicamente, essas instituições sempre tiveram inadimplência maior. Entre os bancos privados estrangeiros, esse indicador passou de 3,4% para 3,1% no mesmo período.