Postagens

Mostrando postagens de Março 18, 2015

Polícia da Paraíba reforça segurança na divisa com o RN...

A Polícia Militar da Paraíba reforçou a segurança nas cidades que fazem divisa com o Rio Grande do Norte. A medida foi tomada após as rebeliões que ocorreram no sistema penitenciário do estado vizinho. As ações contam com tropas de várias unidades operacionais, inclusive com apoio do policiamento especializado. Nessa terça-feira (17), em Jacaraú e Mataraca – no Litoral Norte paraibano – os carros e motos com placas do Rio Grande Norte foram parados em bloqueios policiais. De acordo com o capitão Alberto Filho, da 2ª Companhia Independente, as buscas foram para identificar pessoas que poderiam ter participado dos ataques e estariam fugindo pelas cidades de Montanhas, Nova Cruz e Canguaretama. A mesma estratégia foi usada nas cidades de Patos, Várzea, São Mamede e Junco do Seridó, no Sertão.

Detentos de presídio de Apodi dão exemplo promovendo culto de orações...

Imagem
Detentos do presídio de Apodi se mobilizaram hoje…pela paz.
Ao contrário das rebeliões registradas em vários presídios da capital, Mossoró, Nova Cruz e Caicó, eles promoveram um culto com oração e pedidos de paz.
Segundo o diretor da Unidade, Márcio Morais, a iniciativa foi dos próprios presos e as orações comandadas pelo Pastor Wellington.
fonte: informações e foto do blog ApoDiário

Rebeliões espalham-se pelo RN...

Mais três rebeliões em unidades prisionais foram registradas no Rio Grande do Norte nesta terça-feira (17), mas ambas já contidas por agentes e policiais militares. A informação foi atualizada na manhã desta quarta-feira (18). Presos das cadeias públicas de Nova Cruz, na região Agreste, de Caraúbas e de Mossoró, ambas na região Oeste, realizaram os motins. Ao todo, 14 das 33 unidades prisionais potiguares já foram alvos de motins desde a semana passada.
As rebeliões na Cadeia Pública de Caraúbas e de Nova Cruz foram encerradam durante a noite, e na Cadeia Pública de Mossoró, à tarde. A Sesed anunciou a realização de uma entrevista coletiva nesta quarta-feira (18) para falar sobre a situação do sistema prisional do estado. A entrevista contará com a presença da secretária de Segurança, Kalina Leite e da secretária Nacional de Segurança Pública (Senasp), Regina Miki. Em Caraúbas, os presos do pavilhão A se recusaram a entrar nas celas. Segundo informações da PM, não houve depredação e a ún…

No 3º mês do novo mandato, 62% já desaprovam Dilma...

Com menos de três meses cumpridos de seu segundo mandato, a presidente Dilma Rousseff atingiu a mais alta taxa de reprovação de um mandatário desde setembro de 1992, véspera do impeachment do então presidente Fernando Collor de Mello. Conforme pesquisa Datafolha feita entre segunda e terça, 62% dos brasileiros classificam sua gestão como ruim ou péssima. Há 22 anos, quando Collor estava prestes a cair, sua reprovação era de 68%. Com indicadores de expectativa econômica batendo recordes negativos, a reprovação de Dilma subiu 18 pontos na desde fevereiro. A pesquisa foi feita com 2.842 eleitores logo após as manifestações de domingo, atos contra Dilma que levaram milhares às ruas. Conforme a série do Datafolha, é a primeira vez que a petista enfrenta insatisfação da maioria da população em relação ao seu governo. No sentido oposto, a taxa de aprovação chegou ao ponto mais baixo desde o início de seu primeiro mandato. Os que julgam sua gestão como boa ou ótima somam 13%.

“Governo não negocia com presos, mas irá garantir os direitos constitucionais”, disse Kalina Leite...

A secretária estadual de Segurança Pública, Kalina Leite, foi entrevistada nesta quarta-feira (18), no Bom Dia RN, para falar sobre a crise no sistema prisional potiguar. “Governo não negocia com presos, mas irá garantir os direitos constitucionais”, disse ela. Kalina lembrou A construção de um efetivo sistema prisional passa por várias instâncias, inclusive pelo setor judiciário. Nesse sentido, a Justiça Federal foi convidada a compor o Gabinete de Gestão Integrada Estadual para colaborar com as ações do sistema prisional. ” E o governo já autorizou a ampliação de vagas no sistema prisional”, garante Kalina Leite.