Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 5, 2011

Nomeação de Domício prejudica Cid Arruda...

Por Thaisa  Galvão:
Nomeação de Domício Arruda impede a de Cid Arruda.
A nomeação do médico Domício Arruda Câmara para a Secretaria de Saúde obrigou o vice-governador Robinson Faria mudar seus planos. Tido como um nome certo nos quadros de Robinson, com passaporte carimbado para assumir a Diretoria Financeira da Caern, Cid Arruda Câmara teve que ser descartado.

Mesmo em recesso deputados enchem os bolsos...

Suplentes de 34 deputados assumem mandato por um mês. Mesmo em período de recesso legislativo, eles vão receber salário de R$ 16.512, além do chamado "cotão", que varia de R$ 23 mil a R$ 34 mil.
A mudança de governo, com a posse dos novos presidente e vice-presidente da República, ministros, governadores e vice-governadores, além de secretários estaduais, levou 34 deputados a se afastar da Câmara e deu aos suplentes mandato de 30 dias ou até menos. Isso porque, no dia 1º de fevereiro, tomam posse os parlamentares eleitos em outubro.
Mesmo em período de recesso legislativo, eles vão receber salário de R$ 16.512, além do chamado "cotão", que varia de R$ 23 mil a R$ 34 mil, dependendo de seu estado de origem. Além disso, eles terão direito ao broche e à carteira de deputado, ao plano de saúde e ao passaporte diplomático até o dia 31 deste mês.

Prefeituras sofrem em primeiro ato de Rosalba...

A situação financeira em que a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) encontrou o Estado atingiu em cheio os municípios potiguares, que atravessam crise nas finanças desde o início de 2009. As prefeituras deixaram de receber, ontem, o repasse de R$ 24,1 milhões, referente aos 25% da arrecadação do Impostro sobre Circulação de Mercadoria e Serviços (ICMS) de 27 a 30 de dezembro. Mas, a suspensão de repasses não pára por aí. No total, os municípios deixarão de receber em dia R$ 54 milhões.
Os R$ 14,4 milhões do Fundo de Manutenção de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), valor que deveria ser pago hoje, também não chegarão aos cofres dos municípios na data certa. O dinheiro é usado para pagar aos professores. O atraso vai comprometer o pagamento dos docentes das redes municipais de todo o Estado. As prefeituras também não receberão em dia os R$ 13,5 milhões do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial do RN (Proadi). Fonte: dnoline