Postagens

Mostrando postagens de Novembro 18, 2010

Vereadores de Natal mostram o caminho...

Câmara aprova proibição de mudança de cores em prédios públicos.
A cada novo prefeito, prédios públicos em geral e paradas de ônibus da cidade mudam de cor. Para resgatar a marca do município (azul, amarela e verde) e, junto com ela, sua identidade; a Câmara dos Vereadores de Natal aprovou em definitivo nesta quarta-feira (17) a lei 04/2010, proibindo a troca das cores de equipamentos públicos.
Quem sabe seja o ínicio para que os demais municípios tomem a mesma atitude e "obriguem" através de Lei, os prefeitos a pintarem os predios públicos com as cores do município e não a do seu partido político.

O mínimo poderia ser maior mas o governo não permite..

'Tem margem', mas governo pediu para segurar mínimo, diz relator.
O relator do Orçamento 2011, senador Gim Argello (PTB-DF), disse nesta quarta-feira (17) que há margem para um reajuste do salário mínimo acima dos R$ 540, mas que o governo quer evitar superar esse valor para não causar problemas às contas das prefeituras e da Previdência.
A declaração foi feita durante conversa com os ministros Paulo Bernardo (Planejamento), Alexandre Padilha (Relações Institucionais), o senador Romero Jucá (PMDB-RR) e os deputados Sandro Mabel (PR-GO), Paulo Pereira da Silva (PDT-SP) e Cândido Vaccarezza (PT-SP).
A conversa, que ocorreu durante reunião do Conselho Político e deveria ter sido reservada, acabou transmitida pelo sistema de som ao comitê de imprensa do Palácio do Planalto. Depois de cerca de meia hora de transmissão, o som foi cortado.
“Tem margem para aumentar um pouquinho o salário mínimo? Tem margem para aumentar um pouquinho. Agora, é o correto fazer isso? Estavam me explicando q…

ENEM 2010...

Imagem
Justiça dá direito a novo Enem a quem se sentiu prejudicado por falhas.

A Justiça Federal do Ceará concedeu liminar nesta quarta-feira (17) que assegura a todos os estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e se sentiram prejudicados pela prova amarela ou pela inversão dos cabeçalhos nos cartões de resposta a fazer uma nova prova se quiserem. A única obrigação é que o estudante faça um requerimento no site do Enem, de acordo com a decisão. Cabe recurso. O Enem foi aplicado em 6 e 7 de novembro.
Decisão também determina que o site do Ministério da Educação para reclamações sobre o Enem fique no ar até as 23h59 até dia 26 de novembro. O MEC havia definido que sistema funcionaria até esta sexta-feira (19). O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou nesta quarta-feira, na Câmara, que estudantes seriam convocados para a nova prova já na próxima semana.
A decisão da juíza federal da 7ª Vara Federal do Ceará, Karla de Almeida Miranda Maia, afirma "defiro par…