Postagens

Mostrando postagens de Novembro 16, 2010

Governo Dilma: A volta de "velhas" figuras...

Confira 30 nomes cogitados para ministros no governo Dilma Rousseff. Especulações em torno dos nomes dos ministeriáveis, da cota de participação feminina e da divisão de forças entre os partidos da base aliada movimentam os bastidores da transição de poder em Brasília.
Ao menos 30 nomes já foram mencionados como possíveis ocupantes de cargos no ministério de Dilma Rousseff. Confira a relação dos postulantes para cada pasta:
ALESSANDRO TEIXEIRA Cotado para chefe de gabinete, segundo a "Folha de S. Paulo".
Cotado para um eventual Ministério das Micro e Pequenas Empresas, que pode vir a ser criado, segundo "Folha de S.Paulo" e "O Estado de S. Paulo".

ALOIZIO MERCADANTE
Cotado para o Ministério do Planejamento, segundo "O Globo".

ANTONIO PALOCCI
Cotado para a Casa Civil, Ministério das Relações Institucionais ou Secretaria-Geral da Presidência, segundo "Folha de S.Paulo".
Cotado para o Ministério da Saúde ou para a Petrobras, segundo "O Globo&…

Comissão de juristas trabalha em novo Código Eleitoral...

Datado de 1965, em plena ditadura militar, o Código Eleitoral Brasileiro deve passar por uma profunda reforma que prevê atualizá-lo e torná-lo mais ágil e eficaz.
Os exemplos recentes da atual legislação, considerada ultrapassada por especialistas, foram a cassação, no ano passado, dos governadores da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB), e do Maranhão, Jackson Lago (PDT). Eles deixaram os cargos no meio dos mandatos por infrações cometidas ainda na campanha eleitoral de 2006.
Uma comissão de juristas indicada pelo Senado trabalha, desde junho, para mudar o código por leis ordinárias, sem mexer na Constituição. Até meados de dezembro, a comissão, presidida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), José Antonio Dias Toffoli, deve apresentar um anteprojeto ao Legislativo.
A comissão, porém, não vai discutir temas como voto distrital e em listas, fidelidade partidária e formas de inelegibilidade, por serem temas de uma reforma política.
Informações do jornal Estado de São Paulo.

Imprensa estrangeira repercute erros de arbitragem no Brasileirão ...

A jogo entre Corinthians e Cruzeiro, no último sábado, no Pacaembu, já era repercutida pela imprensa internacional devido ao caráter de decisão que envolvia a partida.
Porém, depois da atuação polêmica do trio de arbitragem da partida, a repercussão foi ainda maior. O diário argentino Olé foi o mais incisivo em sua reportagem aos erros de Sandro Meira Ricci. “Com um pênalti inexistente, o Timão é líder no ano do seu centenário”, diz a legenda do vídeo com o lance polêmico, publicado na versão eletrônica do jornal.
Os jornais portugueses Record e A Bola não se posicionaram em relação ao trio de arbitragem, mas também destacaram a atuação controversa no duelo que deu a liderança do Brasileirão ao Corinthians."Ronaldo marcou de pênalti, aos 88, em lance polêmico, o tento que valeu a vitória do Corinthians sobre o Cruzeiro, terceiro colocado.", relata o site A Bola.